Arquivo | Leitura RSS feed for this section

Leitura: Anna e o Beijo Francês

25 jul

Quem me conhece, sabe o quanto eu adoro ler. Apesar de não ter uma coleção e nem ter lido milhares de livros, sou eternamente apaixonada por ler desde criança (obrigada Pai!). Ainda quero ter um lugarzinho no meu quarto especialmente para livros.

Ontem minha amiga me emprestou o livro Anna e o Beijo Francês, que com certeza vocês já viram ele por ai (porque ele anda fazendo bastante sucesso), mas nunca me interessei por ele e como não estava lendo nada há semanas, decidi ler e fiquei surpresa! Sou super apaixonada por romances adolescentes clichês onde o casal passam por diversos obstaculos e ficam juntos no final. Juro que comecei a ler ontem por volta das 22:00 e se não fosse a escola teria terminado em no maximo 5 horas, mas mesmo assim li muito na escola e terminei antes do almoço.

Anna Oliphant tem grandes planos para seu último ano em Atlanta: sair com sua melhor amiga, Bridgette, e flertar com seus colegas no Midtown Royal 14 multiplex. Então ela não fica muito feliz quando o pai a envia para um internato em Paris. No entanto, as coisas começam a melhorar quando ela conhece Étienne St. Clair, um lindo garoto -que tem namorada.Ele e Anna a se tornam amigos mais próximos e as coisas ficam infinitamente mais complicadas. Anna vai conseguir um beijo francês? Ou algumas coisas não estão destinadas a acontecer?

Quem gosta de romancês adolescentes, com certeza vai adorar o livro! E como sou previsivel o bastante, me apaixonei pelo protagonista, St. Clair (para os mais intimos, Étienne!). Então se vocês estiverem procurando um livro para ler, leia este!

Anúncios

Leitura: A Última Carta de Amor

19 maio

“Peço-lhe que não me julgue por minha fraqueza. A única forma de eu poder suportar isso é estar em um lugar em que não a veja nunca, em que eu não seja assombrado pela possibilidade de vê-la com ele. Preciso estar em um lugar onde a pura necessidade impeça que você ocupe cada minuto, cada hora dos meus pensamentos. Aqui isso é impossível.
Vou aceitar o trabalho. Estarei na Plataforma 4, Paddington, às 19hrs, sexta-feira à noite, e nada no mundo me faria mais feliz do que você encontrar coragem para vir comigo.
Se não vier, saberei que o que sentimos um pelo outro, seja lá o que for, não basta. Não a culpo, minha querida. Sei que a pressão das últimas semanas foi intolerável para você, e o peso disso me afeta profundamente. Odeio a ideia de poder lhe causar qualquer tristeza.
Esperarei na plataforma a partir das 18hrs. Saiba que você tem meu coração , minhas esperanças, nas suas mãos.

Seu, B.

Esse é o trecho de uma das cartas recebidas por Jennifer, personagem do livro A Última carta de Amor de Jojo Moyes.

Resenha
Londres, 1960. Ao acordar em um hospital após um acidente de carro, Jennifer Stirling não consegue se lembrar de nada. Novamente em casa, com o marido, ela tenta sem sucesso recuperar a memória de sua antiga vida. Por mais que todos à sua volta pareçam atenciosos e amáveis, Jennifer sente que alguma coisa está faltando. É então que ela descobre uma série de cartas de amor escondidas, endereçadas a ela e assinadas apenas por “B”, e percebe que não só estava vivendo um romance fora do casamento como também parecia disposta a arriscar tudo para ficar com seu amante. Quatro décadas depois, a jornalista Ellie Haworth encontra uma dessas cartas endereçadas a Jennifer durante uma pesquisa nos arquivos do jornal em que trabalha. Obcecada pela ideia de reunir os protagonistas desse amor proibido — em parte por estar ela mesma envolvida com um homem casado —, Ellie começa a procurar por “B”, e nem desconfia que, ao fazer isso, talvez encontre uma solução para os problemas de seu próprio relacionamento. Com personagens realísticos complexos e uma trama bem-elaborada, A última carta de amor entrelaça as histórias de paixão, adultério e perda de Ellie e Jennifer. Um livro comovente e irremediavelmente romântico.

Autora: Jojo Moyes
Editora: Intrínseca

Aproveite esse friozinho e aprecie uma boa leitura no fim de semana.

Leitura: Um homem de sorte

2 maio

“Um mês depois de completar 16 anos, quando o pai quis atacá-lo com um cinto depois de uma noite de bebedeira, Dawson se levantou e o arrancou de sua mão. Jurou ao pai que, se soltasse a tocar nele mais uma vez que fosse, ele o mataria. Naquela noite, sem ter para onde ir, Dawson se refugiou na oficina de Tuck. Quando ele o encontrou, na manhã seguinte, o rapaz lhe pediu um emprego.
– Imagino que saiba desmontar carros, mas faz alguma ideia de como
montá-los de volta?
– Sim, senhor – respondera Dawson.
– Tem que ir à escola hoje?
– Sim, senhor.
– Então volte aqui depois da aula e verei o que posso fazer.
Dawson apareceu, conforme o combinado, e fez de tudo para provar seu valor. Com o passar dos meses, pela primeira vez na vida, Dawson começou a pensar no futuro. Economizava o máximo que podia, permitindo-se apenas o luxo de comprar um carro em um ferro-velho e, às vezes, chá em uma lanchonete. À noite, depois do trabalho, consertava seu carro enquanto tomava o chá e sonhava ir para a faculdade, algo que nenhum Cole fizera antes. Cogitou entrar para o Exército, ou simplesmente alugar um canto só para ele, mas, antes que pudesse tomar uma decisão, seu pai apareceu de repente na oficina. Veio acompanhado de Ted e Abee. Ambos traziam tacos de beisebol e ele conseguiu ver o volume de um canivete no bolso de Ted.
– Me dê o dinheiro que você ganhou – disse o pai sem rodeios.
– Não – respondeu Dawson.
– Sabia que iria dizer isso, moleque. Você pode me dar o que me deve por ter fugido ou Ted e Abee podem lhe dar uma surra e pegar a grana. Dawson ficou calado. O pai cutucou as gengivas com um palito de dente.Mantendo o rosto impassível, Dawson tirou o dinheiro da carteira. Depois de contar as notas, seu pai cuspiu o palito no chão e sorriu.Dawson se virava com o que tinha. Conseguia separar um pouco do dinheiro que ganhava para continuar a consertar o carro e comprar o chá, mas a maior parte do salário ia para o bolso do pai. Desconfiava que Tuck soubesse o que estava acontecendo, mas o homem nunca abordou o assunto diretamente – não por medo dos Cole, mas porque não era da sua conta. Em vez de tocar no assunto, Tuck começou a preparar comida de mais para um homem que jantava sozinho. Continue lendo

Leitura: Livros para ler no feriado

27 abr

Finalmente temos alguns dias livres e é otimo para por a leitura em dia, certo? Agora não tem mais desculpas do tipo “estou sem tempo“. Então comece a ler aquele livro que já está mofando, ou termine aquele que você pega 1 vez na semana e só lê um capitulo. Se você não tem nenhum livro que ainda não foi lido, pegue emprestado com uma amiga ou que tal aumentar a coleção? Por isso trouxe algumas dicas de livros incriveis.

O melhor de Mim – Nicholas Sparks
Sinônimo de sucesso com suas obras repletas de dramas, Nicholas Sparks conta nesta obra O Melhor de Mim uma história de amor entre Dawson e Amanda. Eles eram namorados adolescentes de lados opostos das faixas com uma paixão que mudaria suas vidas para sempre, mas a vida iria forçá-los a separa-los. Anos mais tarde, as linhas os tinham traçado entre o passado e o presente estavam prestes a cair … Chamado de volta à sua cidade natal para o funeral do mentor que já lhes deu abrigo quando mais precisava dele, eles se deparam um com o outro mais uma vez, e forçados a enfrentar os caminhos que eles escolheram. Seguindo as instruções de cartas deixadas por Tuck, o casal redescobrirá sentimentos sufocados há décadas. Após tanto tempo afastados, Amanda e Dawson irão perceber que não tiveram a vida que esperavam e que nunca conseguiram esquecer o primeiro amor. Um único fim de semana juntos e talvez seus destinos mudem para sempre. Num romance envolvente, Nicholas Sparks em O Melhor de Mim, mostra toda a sua habilidade de contador de histórias e reafirma que o amor é a força mais poderosa do Universo – e que, quando duas pessoas se amam, nem a distância nem o tempo podem separá-las.
“Pode o verdadeiro amor reescrever a história do passado?”
(Submarino – R$18,50)

Emma – Jane Austen
A jovem aristocrata Emma Woodhouse está decidida a jamais se casar, o que não a impede de se divertir planejando casamentos entre as pessoas que a cercam. Porém, depois que sua governanta e confidente se casa, sua vida torna-se mais enfadonha. Até esquece seus anseios amorosos. Mas quando menos espera surge um amor.
(Livraria Cultura – R$19,90)

Um Dia – David Nicholls
Dexter Mayhew e Emma Morley se conheceram em 1988. Ambos sabem que no dia seguinte, após a formatura na universidade, deverão trilhar caminhos diferentes. Mas, depois de apenas um dia juntos, não conseguem parar de pensar um no outro. Os anos se passam e Dex e Emma levam vidas isoladas – vidas muito diferentes daquelas que eles sonhavam ter. Porém, incapazes de esquecer o sentimento muito especial que os arrebatou naquela primeira noite, surge uma extraordinária relação entre os dois. Ao longo dos vinte anos seguintes, flashes do relacionamento deles são narrados, um por ano, todos no mesmo dia: 15 de julho. Dexter e Emma enfrentam disputas e brigas, esperanças e oportunidades perdidas, risos e lágrimas. E, conforme o verdadeiro significado desse dia crucial é desvendado, eles precisam acertar contas com a essência do amor e da própria vida
(Submarino – R$22,90)

Ela foi até o fim – Meg Cabot
Lou Calabrese é uma roteirista de sucesso – já escreveu vários roteiros de ação que renderam milhões de bilheteria e até ganhou um Oscar! O problema é que seu namorado, o grande astro do filme, resolveu trocá-la pela estrela principal – e agora Lou terá que provar que conseguirá passar por tudo para esquecê-lo e, no caminho, talvez até encontre o verdadeiro amor.
(Americanas – R$34,90)

Questões do Coração – Emily Giffin
Tessa Russo é mãe de dois filhos e esposa de um renomado cirurgião pediátrico. Apesar de todos os seus receios, ela recentemente abandonou sua carreira para se concentrar em sua família, na busca pela felicidade doméstica. Por fora, parece destinada a viver uma vida encantada. Valerie Anderson é uma advogada e mãe solteira de um garotinho de seis anos, Charlie, que nunca conheceu seu pai. Depois de muitas decepções, desistiu do amor e até mesmo das amizades. Acreditando que é sempre mais seguro não criar muitas expectativas. Embora as duas vivam na mesma área de Boston, elas têm pouco em comum, com exceção do amor incondicional por seus filhos. Mas em uma noite, um trágico acidente faz suas vidas se convergirem de uma maneira inimaginável. Com pontos de vista alternados e absolutamente bem delineados, Emily Giffin cria uma história comovente e brilhante de pessoas de bem sendo pegas em circunstâncias insustentáveis. Todas sendo testadas como nunca imaginaram ser possível. Todas questionando tudo no que um dia acreditaram. E todas por fim descobrindo o que realmente importava.
(Submarino – R$19,90)

Não li todos, mas são otimos já pela sinopse e procurei trazer dicas de livros que não são tão conhecidos e nem muito indicados, justamente para não ficar repetitivo. Espero que gostem das dicas e me desculpem pela falta de atualização.

Leitura: Triologia Jogos Vorazes

8 abr

Hoje vou indicar uma triologia que está na minha lista de livros preferidos: Jogos Vorazes. Li a triologia em menos de uma semana, e apaixonei por cada capitulo. E como sei que ele é muito conhecido, e o filme é um dos mais esperados – interior é tenso! -, decidi indicar a triologia para quem não leu, e reforçar a vontade de quem quer ler.

Sinopse: Após o fim da América do Norte, uma nova nação chamada Panem surge. Formada por doze distritos, é comandada com mão de ferro pela Capital. Uma das formas com que demonstram seu poder sobre o resto do carente país é com Jogos Vorazes, uma competição anual transmitida ao vivo pela televisão, em que um garoto e uma garota de doze a dezoito anos de cada distrito são selecionados e obrigados a lutar até a morte! Para evitar que sua irmã seja a mais nova vítima do programa, Katniss se oferece para participar em seu lugar. Vinda do empobrecido distrito 12, ela sabe como sobreviver em um ambiente hostil. Peeta, um garoto que ajudou sua família no passado, também foi selecionado. Caso vença, terá fama e fortuna. Se perder, morre. Mas para ganhar a competição, será preciso muito mais do que habilidade. Até onde Katniss estará disposta a ir para ser vitoriosa nos Jogos Vorazes?

Demorei para começar a ler a triologia porque achava que era horrivel, mas quando começei não parei mais. Os livros são realmente incriveis, e o melhor que eles despertam nossa imaginação. A autora soube descrever cada detalhe muito bem e foi muito criativa em tudo! Os detalhes dos jogos, cenas romanticas e outros são bem detalhadas e isso é muito bom porque não tem nada pior do que está lendo uma coisa e do nada já acabou.

Fiquei com bastante raiva em certas partes – o que é bem normal, já os autores gostam de ver os leitores quase morrendo -, e apesar do terceiro livro da triologia ter partes chatas e ser bem triste, eu realmente gostei. A triologia entrou para a minha lista de livros preferidos e recomendados.

“Então, ouço a voz do lendário locutor, Claudius Templesmith, retumbar ao meu redor.
Senhoras e senhores, está aberta a septuagésima quarta edição dos Jogos Vorazes!

Leitura: Sereia

9 jan

Apesar de ser apaixonada por literatura classica, aprecio um bom livro de ficção, seja ele de vampiros ou fantasmas. Mas esse é totalmente diferente, porque é super comum vermos vampiros e fantasmas, mas não Sereias.

Este é um livro que te prende do inicio ao fim, com bastante suspense e romance. Apesar de ter gostado muito do livro e entrado para os meus favoritos, ele tem defeitos que a autora precisa imediatamente rever na hora de escrever o resto da triologia. Tem cenas que são cortadas! Uma hora você esta lendo aquela parte com suspense e quando pensa que vai acontecer algo, acabou! A cena que devia estar ali, simplesmente não está.

Devorei o livro em apenas um dia. A historia tem tudo para ser otima e a autora realmente soube como me prender ao livro. Recomendo para quem nunca leu um livro de sereias, a ler.

Sinopse: Vanessa Sands, de 17 anos, tem medo de tudo – do escuro, de altura, do mar –, mas sua destemida irmã mais velha, Justine, está sempre por perto para guiá-la a cada desafio. Até que Justine vai mergulhar num precipício uma noite, perto da casa de veraneio da família em Winter Harbor, e seu corpo sem vida aparece na praia no dia seguinte.

Os pais de Vanessa tentam superar a tragédia retornando à vida cotidiana em Boston, mas ela sente que a morte da irmã não foi acidental. Depois de descobrir que Justine estava escondendo diversos segredos, Vanessa volta para Winter Harbor, esperando que Caleb, o namorado de sua irmã, possa esclarecer algumas coisas, mas o garoto está desaparecido.

Logo, não é apenas Vanessa que está com medo. Winter Harbor inteira fica em alvoroço quando outro corpo aparece na praia, e o pânico se instala à medida que a pequena cidade se torna palco de uma série de acidentes fatais relacionados com a água, em que as vítimas são encontradas sorrindo horrivelmente de orelha a orelha.

Vanessa e Simon, irmão mais velho de Caleb, unem forças para investigar os estranhos acontecimentos e, no caminho, a amizade de infância se transforma em algo mais. Conforme eles vão encontrando ligações entre a morte de Justine e a súbita erupção de afogamentos assustadores na cidade, Vanessa descobre um segredo que ameaça seu romance com Simon – e que vai mudar sua vida para sempre.

Alguem aqui já leu ou está querendo ler?

Literatura: Orgulho e Preconceito

5 set

“Em vão tenho lutado comigo mesmo; nada consegui. Meus sentimentos não podem ser reprimidos e preciso que me permita dizer-lhe que eu a admiro e amo ardentemente.” (Jane Austen)

O amor atravessa qualquer “pre-conceito”, deixando de lado a vaidade, a ignorância e o medo, para poder enxergar as qualidades. Muitas vezes o amor fica escondido, esperando uma brecha para se manifestar por aquela pessoa que você menos espera.

Jane Austen decidiu mostrar os casamentos por outra forma. Considerada moderna, a autora retrata a historia dos casamentos por amor, deixando assim de lado os casamentos arranjados, dando alegria e prazer de viver a suas personagens. O livro gira em torno da cidadezinha fictícia de Meryton, no inicio do século 19, mas precisamente e principalmente entre duas famílias: Bennet e Darcy.

Tudo começa em uma pequena festa local, e Elizabeth Bennet nutre certo interesse por Mr. Darcy, onde ele a rejeita deixando-a triste e decide combater sua indiferença com ignorância sutil – Não se engane pensando que Elizabeth não era atraente e por isso ele a rejeitará, muito pelo contrario, era uma jovem muito bonita e inteligente – e por fim, criando pensamentos ruins sobre o mesmo.

No decorrer das semanas, eles se encontram em varias ocasiões, mudando o conceito de Mr. Darcy sobre a Senhorita Elizabeth, fazendo com que se apaixonem um pelo outro. Mas apesar de tudo, vão enfrentar bastante coisa para viverem juntos, já que Mr. Darcy tem certa desconfiança pelas pessoas do campo, e acha que seu amigo Mr. Bingley merece uma esposa de uma classe maior ao invez da irmã de Elizabeth, deixando-a triste e com raiva do seu amado.

Se você ainda não conhece o livro Orgulho e Preconceito, deveria ler urgentemente, se apaixonar pela linguagem impecável da autora Jane Austen e descobrir os mistérios por trás desse romance incrível.

Eu acho que o blog vai ficar menos repetitivo se criar novas tags tipo a de literatura e filmes. O que vocês acham?