Leitura: Um homem de sorte

2 maio

“Um mês depois de completar 16 anos, quando o pai quis atacá-lo com um cinto depois de uma noite de bebedeira, Dawson se levantou e o arrancou de sua mão. Jurou ao pai que, se soltasse a tocar nele mais uma vez que fosse, ele o mataria. Naquela noite, sem ter para onde ir, Dawson se refugiou na oficina de Tuck. Quando ele o encontrou, na manhã seguinte, o rapaz lhe pediu um emprego.
– Imagino que saiba desmontar carros, mas faz alguma ideia de como
montá-los de volta?
– Sim, senhor – respondera Dawson.
– Tem que ir à escola hoje?
– Sim, senhor.
– Então volte aqui depois da aula e verei o que posso fazer.
Dawson apareceu, conforme o combinado, e fez de tudo para provar seu valor. Com o passar dos meses, pela primeira vez na vida, Dawson começou a pensar no futuro. Economizava o máximo que podia, permitindo-se apenas o luxo de comprar um carro em um ferro-velho e, às vezes, chá em uma lanchonete. À noite, depois do trabalho, consertava seu carro enquanto tomava o chá e sonhava ir para a faculdade, algo que nenhum Cole fizera antes. Cogitou entrar para o Exército, ou simplesmente alugar um canto só para ele, mas, antes que pudesse tomar uma decisão, seu pai apareceu de repente na oficina. Veio acompanhado de Ted e Abee. Ambos traziam tacos de beisebol e ele conseguiu ver o volume de um canivete no bolso de Ted.
– Me dê o dinheiro que você ganhou – disse o pai sem rodeios.
– Não – respondeu Dawson.
– Sabia que iria dizer isso, moleque. Você pode me dar o que me deve por ter fugido ou Ted e Abee podem lhe dar uma surra e pegar a grana. Dawson ficou calado. O pai cutucou as gengivas com um palito de dente.Mantendo o rosto impassível, Dawson tirou o dinheiro da carteira. Depois de contar as notas, seu pai cuspiu o palito no chão e sorriu.Dawson se virava com o que tinha. Conseguia separar um pouco do dinheiro que ganhava para continuar a consertar o carro e comprar o chá, mas a maior parte do salário ia para o bolso do pai. Desconfiava que Tuck soubesse o que estava acontecendo, mas o homem nunca abordou o assunto diretamente – não por medo dos Cole, mas porque não era da sua conta. Em vez de tocar no assunto, Tuck começou a preparar comida de mais para um homem que jantava sozinho.
– Sobrou um pouco, se você quiser – dizia, levando um prato até a oficina.
Geralmente, voltava para dentro de casa sem falar mais nada. Era assim que a relação dos dois funcionava, e Dawson respeitava isso. Ele respeitava Tuck. À sua maneira, aquele homem se tornara a pessoa mais importante de seu mundo, e o rapaz não conseguia imaginar nada que pudesse mudar esse fato. Até o dia em que Amanda Collier entrou em sua vida. Embora conhecesse Amanda havia muito tempo – existia apenas uma escola de ensino médio no condado de Pamlico e os dois tinham estudado juntos a vida toda –, foi somente no último ano que eles trocaram mais do que algumas poucas palavras pela primeira vez. Ele sempre a achara bonita, mas não era o único: Amanda era popular, o tipo de garota que estava sempre cercada de amigas no refeitório enquanto os rapazes competiam por sua atenção. Além disso, ela não só era representante de turma, como também animadora de torcida. Para completar, era rica e tão inacessível para Dawson quanto uma artista de tevê. Ele nunca havia lhe dirigido uma palavra, até que os dois acabaram se tornando parceiros de laboratório na aula de química. Enquanto trabalhavam em tubos de ensaio e estudavam juntos para as provas do semestre, Dawson percebeu que ela era totalmente diferente do que ele havia imaginado. Seu riso era solto e desenfreado e, quando ela sorria, havia algo de travesso em sua expressão, como se soubesse de algo de que ninguém mais suspeitava. Seu cabelo era louro, da cor do mel, e seus olhos, azuis como um céu de verão. Quando o verão acabou, ele já sabia que estava apaixonado e, quando o ar ficou mais fresco e as folhas de outono começaram a cobrir o chão de vermelho e amarelo, não tinha dúvidas de que queria passar o resto da vida com Amanda, por mais louco que isso parecesse. Eles continuaram juntos no ano seguinte: estavam cada vez mais unidos e passavam todo momento que podiam ao lado um do outro. Com Amanda, era fácil para Dawson ser ele mesmo. Pela primeira vez na vida, ele se sentia feliz. Mesmo depois de tanto tempo, às vezes a única coisa em que conseguia pensar era naquele último ano juntos. Ou, melhor dizendo, a única coisa em que ele conseguia pensar era Amanda.” (…)

Quem escreveu essa historia?

Nicholas Sparks. Esse é o cara!
Para saber o que acontece no final dessa história, corra comprar seu exemplar de “Um Homem de Sorte” ou espere até a estreia do filme nos cinemas no dia 04/05, com ninguém mais ninguém menos que Zac Efron como protagonista junto com seu par romântico, Taylor Schilling!

Você com certeza conhece algumas de suas histórias… quer ver:

Conhece né?
Pois é, esses são apenas cinco dos livros (sucessos!) de Nicholas Sparks que ganharam vida nas telinhas.
O cara é simplesmente incrível! Quem já teve a oportunidade de ler um livro escrito por ele, sabe. Os filmes são lindos, mas nada se compara a magia dos livros. O cinema não consegue reproduzir com tanta perfeição o que autor quer, de fato, mostrar e nos fazer sentir.
Eu quase me matei de chorar assistindo “Um amor para Recordar”, imagine o que teria acontecido se eu tivesse lido o livro?! Haha
Eu separei mais alguns trechos dos outros livros dele para vocês ficarem com água na boca! (:

“Jamie salvou a minha vida. Ela me ensinou tudo… sobre a vida, esperança, e a longa jornada adiante. Sempre terei saudade dela. Mas o nosso amor, é como o vento, não posso ver, mas posso sentir.” (Um amor para recordar)

“Soube antes de respirar de novo que ela era aquela por quem poderia passar o resto da vida à procura e nunca mais voltar a encontrar. É a possibilidade que me faz continuar, não a certeza, uma espécie de aposta da minha parte. E embora você possa me chamar de sonhador, de tolo ou de qualquer outra coisa, acredito que tudo é possível.” (Diário de uma Paixão)

“Você quer que os outros te entendam, quando na verdade, nem mesmo você se entende.” (Querido John)

“Quanto maior o amor, maior a queda quando ele termina.” (Noites de Tormenta)

Se você, assim como eu, ama ler vai correr para a livraria mais próxima! Beeeijo ❤

Anúncios

2 Respostas to “Leitura: Um homem de sorte”

  1. tatah maio 3, 2012 às 9:49 pm #

    um dos meus autores favoritos sem duvidas, os filmes inspirados nos seus livros tambem são os que me fazem chorar mais!

    • Susan Dants maio 7, 2012 às 4:08 pm #

      Bem dessa @tatah! Eu sempre choro com os filmes baseados nos livros dele e viaaaaaaajo lendo os livros! *-*
      Beijinhos.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: